02 novembro 2018

Pirometria para motores de combustão interna

Um sistema de medição de temperatura de gases de descarga (Exhaust Gas Temperature - EGT) é um instrumento usado para monitorar a temperatura dos gases de escape de um motor de combustão interna.
Medidores de EGT são encontrados em motores de certos carros, aviões e navios. Ao monitorar o EGT, o motorista, piloto ou operador pode ter uma ideia da relação ar-combustível entregues ao motor.
Em uma relação estequiométricaa temperatura dos gases de descarga em um motor, varia com a relação entre a quantidade de combustível e o ar que entra nos cilindros. A medição do EGT pode ser usada como uma referência base para regular a mistura de combustível / ar que entra no motor. Motores bem regulados têm um maior rendimento, menor consumo de combustível e menor emissão de gases e poluindo significativamente menos.
Outro fator a ser considerado é que altas temperaturas (geralmente acima de 1.100 °F ou 600 °C) podem ser um indicador de condições perigosas que podem levar a danos catastróficos ao motor. Um monitor de temperatura poderá evitar este risco.
A R3 Técnica desenvolve sistemas de medição, registro e alarmes de EGT - pirometria - para embarcações de todos os tipos, abrangendo motores de propulsão (MCP) e motores auxiliares (MCAs). 

O sistema de medição da temperatura de gases de descarga produzidos pela R3 utiliza sensores tipo termopar para a captação da temperatura diretamente e logo após a válvula de descarga de cada cilindro do motor, e antes e após o turbocharger.

Sensores instalados no duto de descarga de gases.
O sinal diferencial de tensão (mV) medido em cada sensor é convertido em uma string hexadecimal por um conversor A/D específico para a aplicação proposta.


Arranjo de instalação
Os dados referente as temperaturas obtidas são transmitidos através de uma rede RS-485 Modbus RTU - imune à interferências - para uma IHM (Interface Homem-Máquina) localizada na sala de controle da embarcação.



A IHM mostrará as informações de EGT em imagens gráficas sinóticas oferecendo ao operador as temperaturas instantâneas de cada ponto e médias do conjunto. O operador também poderá ajustar os limites - set points - para alarme e proteção - slow down / shut down - do motor monitorado.
 


. . . 
Um banco de dados seguro e inviolável registrará todas as ocorrências dos alarmes e fatos relevantes. O operador poderá fazer um backup do banco de dados em um pendrive comum e posteriormente imprimi-lo caso deseje.
Características:
§   Faixa de indicação:
    - Termopar J: 0 a 790 ºC (resolução 0,2 ºC).
    - Termopar T: 0 a 400 ºC (resolução 0,1 ºC).
    - Termopar K: 0 a 1100 ºC (resolução 0,3 ºC).
§   Taxa de amostragem: 1 segundo.
§   Precisão: 0,25% + 1 ºC.
§   Deriva térmica: 0,3% FE (0 a 60ºC).
§   Detecção de termopar / linha rompida.
§   Não utiliza PLC.
§   Possibilidade de instalação de outras IHMs remotas e/ou integração à rede ethernet da embarcação.   
§  Excelente robustez.
§  Baixo custo.
 . . . 
Contacte-nos... Teremos prazer em atende-lo.
R3 Técnica Ltda.
Tel.: (+55 21) 2713-7332  /  98802-6684.
E-mail: r3tecnica@gmail.com
www.r3brasil.com.br

* * * 

Nenhum comentário :

Postar um comentário