18 maio 2020

Automatic Marine Fog Horn & Signaling Controller

O controlador do apito originalmente instalado a bordo do NM Marcos Dias (IMO:9070565) apresentava problemas devido ao desgaste de suas peças eletromecânicas internas.

Equipamento original

Devido à falta de disponibilidade de componentes para o reparo, após um estudo prévio do problema, elaboramos um circuito tendo como base um CLP LS industrial XBM + uma IHM touch screen full color Weintek 7”. Toda a cabeação e os demais elementos de sinalização sonora (apitos) e visual (luz Morse) existentes foram reaproveitados.

Diagrama

Características:

O sistema oferecido é um controle de sinal automático para apitos de acionamento elétrico (solenóide + ar comprimido ou motor elétrico), programado para liberar automaticamente os sinais de manobra e aviso de acordo com a Regra 34 a/ b/ d eRegra 35 a/ b/ c/ e/ g do Colreg 1972, emergência geral e alarme de abandono de navio.

§  Software Taylor Made desenvolvido no Brasil pela R3;
§  Sistema intuitivo com diversas telas gráficas complementares;
§  Liberação automática e manual dos sinais sonoros e visuais;
§  Pronto para conexão de um ou dois apitos + uma lâmpada de sinalização;
§  Três pontos de acionamento – Passadiço, asa BB e asa BE;
§  Intervalos de tempo ajustáveis: 60 / 90 / 120 segundos;
§  Arranjos de iluminação do painel - dia / tarde / noite;
§  Sistema bilíngue Português – Inglês (outros idiomas sob consulta).
. . . 

Tela de apresentação

Tela principal

Código Morse

Tela de configuração

Apresentação do integrador



Antes x Depois...

Diagrama elétrico
Veja o vídeo a seguir...



Para mais informações, consulte-nos...


R3 Técnica Ltda.
CNPJ: 07.938.825/0001-09
Tel.: (+5521) 2713-7332  /  98802-6684.
E-mail: r3tecnica@gmail.com



www.youtube.com/channel/UCNUxSsawEgA30uMP9sWQIQw


www.linkedin.com/in/ricardo-ribeiro-33546878/

@r3_brasil


* * * 


01 maio 2020

Monitor de temperatura para câmaras frias.

Realizar o controle de temperatura de alimentos é imprescindível em qualquer restaurante. Esse cuidado, além de permitir que os alimentos sejam servidos aos clientes da forma correta, com sabor, aroma e textura preservados, também é uma das bases dos padrões de segurança alimentar.
Ao preparar e armazenar os alimentos em temperatura inadequada, corre-se o grande risco de contaminação, o que acarretaria em um enorme impacto negativo para o empreendimento e, sobretudo, para os clientes.
Para o cumprimento integral das normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA Regulamento Técnico de Boas Práticas para Serviços de Alimentação - Resolução RDC nº 216, a R3 Técnica desenvolveu um sistema inteligente para a monitoração e registro individual das temperaturas de cada uma das câmaras frias existente no estabelecimento. 
Esse sistema fará uma supervisão continua 24/7, e irá gerar alarmes no caso da ocorrência de uma variação anormal na temperatura no interior de cada câmara fria.
Além do monitoramento local, o sistema enviará alertas via SMS (ou e-mail) e permitirá também o acesso remoto às leituras e informações do sistema "via nuvem" aos responsáveis pelo estabelecimento.


1.   O sistema proposto prevê a instalação de sensores do tipo PT-100 para a captação da temperatura local de cada câmara.
2.   Um módulo de aquisição fará a conversão dos sinais analógicos vindos dos sensores em sinais digitais.
3.   A informação de temperatura - já convertida em strings digitais - será então lida pela IHM (Interface Humano-Máquina) e exibidas em uma tela colorida, touch-screen de 7”.
4.   A IHM será interligada a um roteador e habilitando dessa forma o acesso remoto às informações em tempo real.
5.   Através de uma conexãoVPN segura, utilizando um smartphone, computador pessoal ou tablet, o operador receberá remotamente, em qualquer lugar do mundo, todos os alarmes e informações do sistema de supervisão das temperaturas das câmaras.

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS.
O sistema proposto cumprirá integralmente as funções de operação e segurança requeridas pela ANVISA, e terá as seguintes características:
§    Sistema Taylor-Made - desenvolvido sob medida para o cumprimento das necessidades específicas do Cliente.
§    Não utiliza CLP e nem microcomputador.
§    O sistema possuirá um nobreak que possibilitará o seu funcionamento mesmo em condições de blackout.
§    O sistema oferecido, em sua forma básica terá a capacidade para 8 pontos de supervisão, todavia, conforme a necessidade, poderá ser expandido para até 120 pontos com leitura simultânea.
§    Registro de alarmes em banco de dados inviolável. Backup para cartão SD, pen-drive ou HD /SSD externo.
§    Diversas opções de exibição. O Cliente poderá utilizar IHM de 7”, 10” ou telas LED de dimensões maiores (via conexão HDMI). Touch screen para telas 7” e 10” / Mouse ou Track-ball para monitores maiores.
§    Múltiplas telas sinóticas: Gráficos, históricos, tendências, etc.
§    Fontes (letras) size 16/18 facilitarão a leitura à distância.
§    Sistema bilíngue opcional: Português e Inglês (outros idiomas sob consulta).
§    Interação remota via nuvem totalmente funcional permitirá a administração dos alarmes e aos parâmetros de configuração.
§    Opcionalmente, o sistema sugerido poderá também realizar a leitura da umidade relativa  em cada uma das câmaras frias.
§    Para aproveitar a capacidade armazenamento de informações e de comunicação remota, o sistema poderá ser opcionalmente interligado à alarmes anti-aprisionamento das câmaras (NR-36), sistemas de detecção de incêndio e a sistemas segurança anti-intrusão do estabelecimento comercial.
§    Caso a porta de uma das câmaras seja esquecida aberta por um tempo, um alarme será emitido para alertar aos operadores.
§    O sistema irá utilizar componentes com alta robustez e confiabilidade. Fácil obtenção no mercado nacional.
§    Documentação técnica integral.
§    Garantia vitalícia para firmware e upgrades gratuitos.
§    Suporte e assistência técnica por empresa brasileira em todo território nacional.
EXEMPLO DE TELAS.





As telas apresentadas acima servem apenas como exemplo e não terão necessariamente o aspecto do produto final.

. . . 

Nossas soluções de monitoramento de temperatura podem ser aplicadas em:

·        Bares / Restaurantes;
·         Supermercados;
·         Hortifrutis;
·         Abatedouros;
·         Adegas;
·         Cervejarias;
·         Indústria de processamento de alimentos;
·         Silos de armazenamento de grãos;
·         Veículos com baú refrigerado;
·         Etc...
. . .

A R3 Técnica é uma empresa Brasileira, especializada no retrofit de equipamentos e sistemas de automação industrial / naval.

Para mais informações, consulte-nos...

R3 Técnica Ltda.
Tel.: (+5521) 2713-7332  / (21) 98802-6684


* * * 

08 janeiro 2020


Veja a seguir a nossa coletânea de revistas para o mês de dezembro 2019.  

Click sobre as imagens para ter acesso as versões "on line"  das principais  publicações técnicas disponíveis na web.


Evaluation Engineering - Janeiro 2020.

Eletricidade Moderna - Dezembro 2019.

New Electronics - Dezembro 2019.

Leds Magazine - Dezembro 2019.

Control Engineering - Dezembro 2019.

FotoVolt - Dezembro 2019.

Máquinas e Metais - Abril 2019.


Automation World - Novembro 2019.


Manufactoring Automation - Dezembro 2019.


Industrial Automation - Janeiro 2020.
. . . 

A R3 Técnica é uma empresa Brasileira, especializada no retrofit de equipamentos e sistemas de automação industrial / naval.

. . . 

Para mais informações, consulte-nos...


R3 Técnica Ltda.
www.r3brasil.com.br


   





* * * 



04 agosto 2019

Caso de sucesso 4 - Sistema Supervisório.


Em abril de 2015, fomos convocados para o restabelecimento de um sistema supervisão e alarmes de máquinas a bordo do navio mercante Babitonga Bay (IMO: 9164809)... 

NM Babitonga Bay - Construído em 1999.
Um sistema de supervisão e alarmes tem o papel de adquirir e processar os dados dos diversos sensores instalados nas principais máquinas - motores, geradores, bombas, tanques, válvulas, etc - e, de acordo com a sua programação, o sistema alerta aos operadores quando algum dos pontos monitorados alcançou um estado não desejável, permitindo aos operadores uma imediata reação e intervenção para a correção do problema apresentado.

Além de inoperante, o sistema supervisório original existente a bordo do NM Babitonga Bay - Norcontrol DataChief 100 - encontrava-se descontinuado (obsoleto) e com isso naturalmente existia uma grande dificuldade e altíssimo custo para se conseguir componentes de reposição aqui no Brasil...

Componentes do sistema supervisório original.
Devido à necessidade da operação comercial da embarcação e aos sérios riscos causados pela inexistência da indicação e alarmes das variáveis físicas de temperatura, pressão, níveis, rotação, posição, frequência, tensão, horas de funcionamento, etc, a R3 Técnica iniciou estudos para a substituição parcial do sistema supervisório existente.

Como pre-requisito, teríamos que propor a instalação de um novo sistema que pudesse atender integralmente todas as funções do equipamento original além de possuir características de robustez, confiabilidade e principalmente uma excelente relação custo x benefício para o Armador.

O prazo para a viabilização e conclusão do projeto também era um fator determinante pois a embarcação continuava navegando "as cegas" sem nenhum alarme de segurança além da atenção redobrada dos próprios tripulantes.

Após um estudo intensivo onde procuramos "entender" e aproveitar ao máximo os recursos disponíveis, propomos um projeto  com a reutilização de todos os sensores e respectivo cabeamento já existentes...

O sistema foi concebido para atender 250 pontos de entrada de sensores digitais (pressostatos, termostatos, boias de nível, microswitches, contatos, etc...) e 120 pontos analógicos (transmissores de temperatura / pressão, termorresistências, termopares, transdutores de nível, etc...).


Assim como o sistema original, o novo sistema continuou utilizando as mesmas designações para as cinco estações remotas e mesmos tags para os diversos pontos sensores...
  •     SAU: Signal Aquisition Unit.
  •     SAX: Signal Aquisition Extension.
Cada uma das cinco estações SAU/SAX existentes foram reprojetadas e passaram a ser compostas por CLPs + Módulos de Extensão produzidos pela coreana LS Industrial Sytems (LG).




 AM8DI: Módulo de entrada para sensores digitais;
 AM8RO: Módulo de saída digital;
 AM8C: Módulo de entrada de corrente 0-4... 20mA;
 AM6OC: Módulo de saída de corrente 0-4... 20mA;
 AM8T: Módulo de entrada para sensores de temperatura tipo termopar (J, K ou T);
 AM8P: Módulo de entrada para sensores de temperatura tipo PT-100;
 AM8V: Módulo de entrada 0 - 10 Vdc;
 AM6OV: Módulo de saída 0 - 10 Vdc.
. . . 

Para a exibição das informações aos usuários, utilizamos duas interfaces Weintek modelo mTV-100.


Atendendo às regras de segurança, o sistema contemplou a instalação de duas redes de comunicação (Modbus RS-485) redundantes e independentes para a monitoração dos alarmes. No caso de uma eventual falha em uma das redes de comunicação, o sistema supervisório permanecerá em plena operação através da rede redundante.

Após o desenvolvimento do projeto e respectivas telas de supervisão, o novo sistema de supervisório tomou o seguinte aspecto...

0. Tela principal...





1. Motor Principal.
2. Sistema de injeção de combustível do MCP.
3. Sistema de lubrificação do MCP.
4. Bombas de óleo combustível do MCP.


5a. Sistema de resfriamento dos pistões do MCP (lista).

5b. Sistema de resfriamento dos pistões do MCP (gráfico).

6a. Sistema de resfriamento dos cilindros do MCP (lista).

6b. Sistema de resfriamento dos cilindros do MCP (gráfico).

7. Bombas de água doce / salgada do MCP.

8a. Sistema de ar de lavagem do MCP e ar comprimido (lista).

8b. Sistema de ar de lavagem do MCP e ar comprimido (gráfico).

9. Sistemas de ar do MCP.

10a. Temperatura dos Gases de descarga do MCP (gráfico).

10b. Temperatura dos gases de descarga do MCP (diferencial).

11. Caldeira Auxiliar.

12. Máquina do Leme.
13. Máquinas Auxiliares A.
14. Máquinas Auxiliares B.
15. Diversos.

16. Eletricidade / Geradores A.
17. Eletricidade / Geradores B.
18. Gerador No.1 A.
19. Gerador No.1 B.

20. Gerador No.2 A.
21. Gerador No.2 B.
22. Gerador No.3 A.
23. Gerador No.3 B.

24. Purificadores.
25. Purificadores Funcionamento.
26. Tanques de Armazenamento A.
27. Tanques de Armazenamento B.

28 a, b, c e d. Horímetros.

A apresentação das horas de funcionamento de cada equipamento monitorado 
é mostrado em horas, minutos e segundos...

. . .

O sistema supervisório desenvolvido inclui as indicações e as proteções do motor de propulsão principal - Slow-down / Shut-down. 

29. Proteções do MCP.

No total o sistema desenvolvido pela R3 Técnica Ltda. possui 70 telas funcionais...

A fim de facilitar a compreensão pelo Usuário, o sistema adotou a apresentação do status de cada ponto monitorado através da diferenciação do texto apresentado por cores...


Desde o início do projeto até a sua efetiva entrega ao Armador, o tempo decorrido foi de apenas 45 dias...

Todas as funcionalidades de monitoração e alarme originalmente existentes foram integralmente cumpridas.

. . . 



. . . 

A R3 Técnica é uma empresa Brasileira, especializada no retrofit de equipamentos e sistemas de automação industrial / naval.

. . . 

Para mais informações, consulte-nos...


R3 Técnica Ltda.
www.r3brasil.com.br


   







* * *